Quem sou eu Artigos Fotos com o deputado Deu na Imprensa Notícias Fale com o Junji Fale com o Junji
   
   
   
 
E-mail:
 
 
 
 
Mobilidade urbana
Sexta-feira, 09 de Abril de 2021 Enviar por e-mail Versão para Impressão acessos
30
 
Um dos maiores problemas das mdias e grandes cidades do mundo tem sido a mobilidade urbana. De difcil soluo e fonte de prejuzos de ordem econmica, social, de sade e segurana. Virou tabu para entes federativos sem recursos suficientes e cidades centenrias com vias pblicas estreitas, visto que as intervenes urbanas exigem altos investimentos em obras e desapropriaes, alm de vencer restries culturais e ambientais.

No Brasil, temos outro grande problema. Ignorando a dimenso continental do nosso Pas, governos, desde Vargas, abraaram o modelo de desenvolvimento econmico ancorado na indstria automobilstica, em detrimento do modal ferrovirio que foi esfacelado at o sucateamento total. Perdemos o equilbrio necessrio entre os sistemas de transportes.

Nossa Mogi das Cruzes/SP no foge regra. Quando assumimos a Prefeitura, em 2001, moldamos o desenvolvimento e as demandas da populao a partir do PGP Plano de Governo Participativo. Visitamos cada palmo da Cidade para ouvir a comunidade, em reunies noturnas. Modstia parte, reputo que fomos eficientes e felizes.

Todas as reivindicaes da comunidade foram analisadas pelo grupo de trabalho (15 especialistas voluntrios), sob a coordenao dos eficientssimos Mel Tominaga, jornalista/comunicadora social, e Joo Francisco Chavedar, arquiteto/urbanista. Todos tinham qualidades excepcionais, como sensibilidade, dedicao, competncia e lealdade. Desta cruzada, nasceu o PGP, um autntico Plano Diretor. Na posse como prefeito, em 1 de janeiro de 2001, j tnhamos selecionado e convidado os futuros colaboradores da administrao, com a misso de cumprirem por inteiro o PGP e agregarem valores necessrios. Evidentemente, a Mel assumiu a Comunicao Social e o Chavedar, o setor de planejamento urbano, em meio a dezenas de profissionais formidveis.

Realizamos uma verdadeira revoluo administrativa, numa demonstrao inequvoca de respeito vontade da comunidade que acreditou e nos apoiou integralmente. Coube criada Secretaria de Transportes e rgos subordinados a herclea tarefa de implementar programas, como os de mobilidade urbana. No transporte coletivo, imediatamente, implantamos a tarifa nica, visto que a permissionria, com 65 anos de atuao, praticava a cobrana de passagens conforme a distncia percorrida. Por exemplo, quem residia nos distritos de Quatinga, Taiaupeba, Sabana e Biritiba Ussu pagava trs vezes mais caro pela passagem em comparao com moradores de bairros perifricos, como Alto do Ipiranga, Jardim Camila e Mogi Moderno. Situao semelhante ocorria nos distritos de Jundiapeba, Braz Cubas e Cezar de Souza.

Sob o comando do amigo e competentssimo Cel. Nobuo Aoki Xiol, a pasta de Transportes implantou o programa de modernizao da frota (nibus com, no mximo, de trs anos de uso), o carto magntico para pagamento de tarifa, o transporte escolar em total conexo com a Secretaria Municipal de Educao comandada pela inigualvel Professora Maria Geny Borges vila Horle , o passe escolar, carto do idoso para isentar a tarifa a partir de 65 anos, nibus acessveis para pessoas com necessidades especiais, construo do terminal de passageiros no Mogilar, entre outros. Tambm cumprimos a Constituio Federal extinguindo o monoplio de 65 anos da permissionria. Aps concorrncia pblica, as duas vencedoras iniciaram a atividade de transporte pblico em 2005, seguindo o dispositivo legal que estabelecia vigncia contratual de 5 anos e nova concorrncia pblica por idntico perodo. Em acordo amigvel, tambm extinguimos o transporte alternativo (perueiros), reorganizamos o servio de taxistas, com acrscimo de inmeros pontos e padronizao dos veculos.

Contudo, vejo como grande investida de mobilidade urbana a implantao das inditas ciclovias e ciclofaixas. Era um tempo em que essas estruturas existiam em pouqussimos municpios. No eliminava a falta de mobilidade urbana mas, com certeza, contribua muito com moradores de bairros mais afastados do centro, que se deslocavam de bicicleta.

A primeira foi implantada na Av. Gov. Adhemar de Barros Filho (diminuindo a faixa para veculos) para ligar o Centro com o Distrito de Jundiapeba, numa extenso de 4,9 mil metros, margeando os trilhos da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

A segunda foi na Av. Francisco Rodrigues Filho (aps a duplicao da via e construo de ponte sobre o Rio Tiet), utilizando a calada esquerda, ligando o Centro a Cezar de Souza, numa distncia de 1,845 mil metros. Essa rota atende os moradores do Distrito, como tambm os frequentadores do Parque Centenrio.

A terceira foi na Av. Eng Miguel Gemma (aps a duplicao da via), utilizando o canteiro central, para conectar a R. Jlio Perotti (Jardim Armnia) com os moradores da regio, inclusive do Conjunto Habitacional Toyama, localizado Rod. Mogi/Salespolis, num trecho de 1,5 mil metros.

Portanto, as trs estruturas implantadas em nossas duas gestes como prefeito somam 8,245 mil metros. Sofrem crticas porque so de construo modesta. Fato que em 2001, quando assumimos, Mogi das Cruzes de 441 anos no tinha uma nica ciclovia/ciclofaixa, sob a justificativa de apresentar vias muito estreitas.

Nosso consolo que, passados de 15 a 20 anos de sua implantao, as estruturas l se encontram da forma concebida, prestando servios populao. As ciclovias so fundamentais para melhorar a mobilidade urbana. Pesquisa oficial demonstra que, nos ltimos seis meses, houve um crescimento de 66% na utilizao de bicicletas na Capital paulista.

Apoio integralmente os esforos dos integrantes do coletivo de ciclistas MTB Mogi e da Prefeitura que, no ano passado, protocolaram uma justa reivindicao CPTM no sentido de que autorize a utilizao de reduzida faixa da linha frrea para a construo de moderna e segura ciclovia, ligando os Distritos de Jundiapeba e Cezar de Souza, numa distncia de 15 quilmetros. Se concretizada, contribuir demais com a mobilidade urbana em Mogi, oferecendo benefcio incalculvel para grande parcela da populao, nas suas variadas atividades dirias. Reflexos positivos para sade, economia, meio ambiente e bem-estar social. #MaisCiclovias

Junji Abe, produtor e lder rural, ex-prefeito de Mogi das Cruzes, na Grande So Paulo
Enviar por e-mail Versão para Impressão   Ler mais artigos
 
   



     
 
11/04/2014
Ateno aos obesos
 
08/04/2010
Imprensa amordaada, fim da democracia
 
09/07/2010
De corpo e alma
 
 
 
 
JUNJI ABE  |  NOTÍCIAS  |  ARTIGOS  |  IMPRENSA  |  GALERIA  |  Todos os direitos reservados © Junji Abe 2011  | Login


Correspondência: Av. Fausta Duarte de Araújo, nº 145 - CEP: 08730-130 - Jd. Santista - Mogi das Cruzes - SP   |   Telefone: (11) 4721-2001   |   E-mail: contato@junjiabe.com