Quem sou eu Artigos Fotos com o deputado Deu na Imprensa Notícias Fale com o Junji Fale com o Junji
   
   
   
 
E-mail:
 
 
 
 
Tragdia na economia
Ter�a-feira, 16 de Mar�o de 2021 Enviar por e-mail Versão para Impressão acessos
45
 
Nada mais grave, triste e preocupante do que o momento em que vivemos com a pandemia de Covid-19. Com total respeito s famlias de milhares de vtimas da doena, digo que aps a superao desse vrus mortal com as vacinas salvadoras, as consequncias so imprevisveis.

Para superao e reconstruo do Brasil e da nossa sociedade, o provrbio secular A unio faz a fora torna-se regra primordial. Precisa reinar nas almas de todos, norteando os sentimentos de governantes, polticos e lideranas. A tarefa ser herclea com longa e espinhosa caminhada, que demandar sacrifcio, dedicao, pacincia, solidariedade, respeito, compreenso, paz, f e, acima de tudo, muito amor.

Vejam os ndices e a situao da nossa economia totalmente destruda. A inflao aparece ameaadora, o dlar dispara, a bolsa de valores recua, o desemprego atinge ndices insuportveis e o empreendedorismo naufraga. Em 2020, nosso Produto Interno Bruto (PIB) despencou para 4,1% negativos, ocasionando a queda do Brasil do 7 lugar em 2011 para o 12 no ranking das 10 maiores economias do mundo.

A renda mdia do brasileiro regrediu clere e assustadoramente. O PIB per capita diminuiu 4,8%, chegando aos piores ndices, como vivenciados em 1983, na recesso da ditadura militar e em 1990, com o desastre do Plano Collor. No paramos a. Impulsionado pela pandemia, o endividamento da famlia brasileira bate recorde. Conforme dados do Banco Central, em novembro de 2020, as dvidas bancrias das famlias brasileiras atingiram 51% da renda acumulada ao longo dos 12 meses anteriores, em comparao aos 18,4%, em janeiro de 2005. Como o maior vilo, figuram as dvidas geradas pelos juros estratosfricos cobrados pelo sistema financeiro, pela utilizao dos cartes de crdito, que representam 78% de todas as dvidas contradas.

Da parte dos trs poderes constitudos, torna-se imperiosa a reforma de ordem tributria (para diminuir a alta carga tributria, uma das mais altas do mundo), a reforma administrativa (para reduzir o tamanho paquidrmico do governo e do estado, ineficientes, que geram despesas inaceitveis), a reforma poltica (para conter as gigantescas despesas que os partidos polticos geram aos contribuintes) e a reforma trabalhista (para completar a inacabada iniciativa).

Sem sombra de dvida, necessitamos da unio de todos. H crianas, adolescentes e jovens com as formaes humana, cvica e profissional integralmente prejudicadas pela interrupo educacional. Esto perdidos, sem rumo e sem alicerce para se tornarem verdadeiramente cidados.

Portanto, mo obra! Reitero um profundo apelo a todos para que, com unio, dedicao, respeito, solidariedade, f e amor, enfrentemos a atual e futuras circunstncias. Vamos pressionar e direcionar governantes, polticos e lderes. Deus Grande e, com certeza, haveremos de superar essa situao totalmente atpica e inesperada! #FEAmor

Junji Abe, produtor e lder rural, ex-prefeito de Mogi das Cruzes, na Grande So Paulo
Enviar por e-mail Versão para Impressão   Ler mais artigos
 
   



     
 
11/04/2014
Ateno aos obesos
 
08/04/2010
Imprensa amordaada, fim da democracia
 
09/07/2010
De corpo e alma
 
 
 
 
JUNJI ABE  |  NOTÍCIAS  |  ARTIGOS  |  IMPRENSA  |  GALERIA  |  Todos os direitos reservados © Junji Abe 2011  | Login


Correspondência: Av. Fausta Duarte de Araújo, nº 145 - CEP: 08730-130 - Jd. Santista - Mogi das Cruzes - SP   |   Telefone: (11) 4721-2001   |   E-mail: contato@junjiabe.com