Quem sou eu Artigos Fotos com o deputado Deu na Imprensa Notícias Fale com o Junji Fale com o Junji
   
   
   
 
E-mail:
 
 
 
 
Apelo pela Ceagesp
Ter�a-feira, 30 de Mar�o de 2021 Enviar por e-mail Versão para Impressão acessos
49
 
#ApeloPelaCeagesp A maioria conhece a importncia de uma central de abastecimento de alimentos, como a Companhia de Entrepostos e Armazns Gerais do Estado de So Paulo (Ceagesp) e outras menores, como o Mercado do Produtor (Varejo ou Cobal), de Mogi das Cruzes/SP, onde so comercializados, por atacado, produtos hortifrutiflorigranjeiros do Alto Tiet. Atende feirantes e outros comerciantes varejistas com qualidade e despesas reduzidas. Vale observar que a regio depende da Ceagesp porque, por questes climticas, no autossuficiente na produo de dezenas de produtos, principalmente as frutas, como mamo, laranja, banana, melancia, manga, etc...

A gigante Ceagesp registra movimento dirio de mais de 50 mil pessoas e 12 mil veculos. H dcadas, o centro de discusso para mudana de localidade.
Construda na dcada de 1960, no governo Carvalho Pinto, sofre os efeitos das grandes transformaes urbanas da Capital paulista. As estruturas, a condio logstica e de localizao no condizem com as necessidades dirias de produtores rurais, transportadores, permissionrios, atacadistas, varejistas e consumidores, alm de afetar a populao do entorno.

A Ceagesp foi concebida no tempo em que os veculos para transportar hortifrtis, pescados e outros, eram de dois eixos, com capacidade bruta mxima de 8 toneladas. Os caminhes deste sculo tm de quatro a 12 eixos e comportam peso bruto de mais de 40 toneladas. Os chamados chacareiros paulistanos da poca utilizavam carroas puxadas por animais para o transporte de suas produes. As vias circunvizinhas permitiam estacionar sem congestionamentos nas regies do Jaguar e Leopoldina. As marginais Pinheiros e Tiet no sofriam proibio de trfego de veculos de carga por longos perodos, como ocorre h mais de 15 anos. So algumas observaes, dentre dezenas que geram prejuzos incalculveis toda cadeia produtiva e se agravaram a partir da dcada de 1980.

Desde os 6 anos de idade, acompanhava meu pai Izumi ou o meu tio Sigeo no transporte dirio de hortalias da Fazenda Abe, em Biritiba Ussu, para o Entreposto da Cantareira (centro atacadista da poca), ao lado do Mercado Municipal, no centro velho de So Paulo. Quando conquistamos carteira de habilitao, eu e meu irmo Hidekasu assumimos a tarefa, com percurso alterado para a recm-inaugurada Ceagesp.

Enquanto deputado estadual, em 1991, na condio de presidente da Comisso Permanente de Agricultura e Abastecimento, presidi a Comisso Especial de Desestatizao da Ceagesp, representando a Alesp. Aps um detalhado e eficiente trabalho, consensual entre os integrantes das comisses e com aval do governador Fleury Filho, a Ceagesp estava engatilhada para mudana de local. Em 1995, o governador Mrio Covas frustrou a expectativa de transferncia. Para reduzir o gigantesco deficit econmico, o governo estadual relacionou a Ceagesp e todas as subsidirias espalhadas pelo Estado, juntamente com o Aeroporto Internacional de Guarulhos, e outros patrimnios na lista de bens transferidos para o governo federal, como abatimento da dvida. Foi lamentvel, porm, necessrio, diante de interesse indiscutivelmente maior.

Como deputado federal (2011-2014), integrante da Comisso Permanente de Agricultura, Pecuria, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Capadr) e da Frente Parlamentar Mista da Agropecuria (FPA), alm de presidente da Pr-Horti, trabalhamos intensamente em prol da cadeia produtiva de alimentos, incluindo a desestatizao da Ceagesp. (https://www.camara.leg.br/tv/417115-frente-parlamentar-de-hortifrutigranjeiros-comemora-dois-anos/?pagina=5).

Em 2019, j na gesto estadual Joo Doria, a desestatizao da Ceagesp voltou pauta, com destaque da transferncia para local adequado, s margens do Rodoanel, com total concordncia do governo federal. Porm, assim como ocorre em meio pandemia de Covid-19, as desavenas de ordem poltico-eleitoral falaram mais alto e o presidente voltou atrs. Em visita Ceagesp, em dezembro de 2020, para inaugurar a Torre do Relgio, o presidente aproveitou para escancarar sua rejeio sobre a desestatizao da Ceagesp. Em violento pronunciamento, o mandatrio nacional acentuou ainda mais sua contrariedade com quaisquer outros interesses do governo paulista.

Alis, o pronunciamento do presidente da Repblica contra a desestatizao da Ceagesp foi to viril e contundente que sepultou, por ora, a aprovao do seu prprio governo que, por meio do Ministrio da Economia e demais rgos subordinados, previam a privatizao para este ms de maro (2021). Repito, foi uma deciso extremamente prejudicial cadeia produtiva de alimentos e populao.

No temos a pretenso de julgar quem quer que seja. Mas, como cidado brasileiro, lder rural e profundo conhecedor das centrais de abastecimento, sinto-me no dever de fazer um incisivo apelo aos governantes: tenham sensibilidade e trabalhem visando o bem comum, deixando de lado as vergonhosas desavenas de ordem poltico-eleitoral, porque tudo tem sua hora certa para acontecer. Deixem as divergncias de lado e concretizem a privatizao da Ceagesp, com as necessrias mudanas de que a companhia precisa para servir com eficincia! #TrabalhoConjunto #SemPoliticagem

Junji Abe, produtor e lder rural, ex-prefeito de Mogi das Cruzes, na Grande So Paulo
Enviar por e-mail Versão para Impressão   Ler mais artigos
 
   



     
 
11/04/2014
Ateno aos obesos
 
08/04/2010
Imprensa amordaada, fim da democracia
 
09/07/2010
De corpo e alma
 
 
 
 
JUNJI ABE  |  NOTÍCIAS  |  ARTIGOS  |  IMPRENSA  |  GALERIA  |  Todos os direitos reservados © Junji Abe 2011  | Login


Correspondência: Av. Fausta Duarte de Araújo, nº 145 - CEP: 08730-130 - Jd. Santista - Mogi das Cruzes - SP   |   Telefone: (11) 4721-2001   |   E-mail: contato@junjiabe.com